Como é... Kid Icarus Uprising (3DS)
POSTED BY Sirius IN Como é..., Matérias @ julho 17, 2015 - 2:29 am

kid

 

Fala passageiros da Aliança Intergaláctica sou o Link da farda verde para apresentar a análise de Kid Icarus: Uprising, que apesar de ser considerado antigo por muitos ele ainda dá um folego muito grande para o portátil da Nintendo fornecendo centenas de horas com jogatina single player e multi-player. Então sem mais delongas vamos ao que interessa o game.

Lembro como se fosse ontem, jogando pela primeira vez Super Smash Bros Brawl do Nintendo Wii admirando a riqueza de detalhes, jogabilidade, trilha sonora, diversão e dentro daquela dezena de personagens deparo com um anjo chamado Pitt e pensei, “mas que bodega é essa?”. Super Smash Bros Brawl vai informando aos poucos sobre o personagem e toda sua história nos consoles da Nintendo. Depois na E3 de 2010 foi anunciado Kid Icarus: Uprising para Nintendo 3DS, uma continuação do NES e uma grande oportunidade para quem nunca se aventurou na luta contra Medusa e companhia (que foi meu caso, diga-se de passagem).

Depois de um longo tempo conquistei meu 3DS e comprei este jogo, e digo para vocês, QUE JOGO. Ele é incrível do início ao fim. Apesar de ser um pouco diferente do NES ele cativa pela história trazendo os antigos personagens como Medusa, Palutena, seus chefes e inimigos do Submundo. E também tendo estreantes como Hades, Poseidon, Magnus, Viridi e Dark Pitt (Pittoo).

kid2

Da esquerda para direita: a deusa Palutena, Pitt e a “malévola” Medusa.

A história tem início com a vingança de Medusa contra Pitt e Palutena prometendo erradicar a humanidade e trazer para a Terra seus servos do Submundo. Pitt então parte para detê-la e com a ajuda dos poderes de Palutena ele é capaz de voar por um tempo, trazendo ao jogador na primeira missão um pequeno tutorial ensinando a atirar e golpear os inimigos durante seu voo. As fases do jogo em si serão sempre divididas no estilo “navinha” atirando por todo lado e assim que o jogador chegar à base inimiga Pitt é mandado para o segundo estilo de jogo, uma corrida a pé no asfalto quente e poeirento para dar cabo de mais inimigos e do chefão final do estágio.

kid3

Voar, voar, subir, subir, livr... ai caramba, laserssssss.

Se você acha que a graça toda do jogo está só em atirar no céu e na terra está totalmente enganado caro leitor, tem muitos outros motivos para jogar este pequeno cartucho tão viciante.

Primeiro: encontrar todos os tesouros espalhados pelas fases não são nada fáceis, uma vez que é necessário aumentar o nível de dificuldade para abrir as portas que te dão acesso irá fazer com que reze todo santo dia para não levar diversos tiros inimigos nas costas e morrer na primeira tentativa. Outros tesouros estarão espalhados pela fase mas nada que uma exploração básica resolva.

Segundo (Spoiler), seleciona abaixo para visualizar o texto: Quando você pensa que tudo está acabado na luta contra a Medusa a máscara cai e quem está por trás de tudo isso é revelado: Hades e Viridi, os dois deuses que irão lutar pelo controle do Universo, o que é um alívio, pois o número de fases, extras, equipamentos e itens só fazem aumentar a jogatina.

Terceiro: Corações. Isso mesmo, corações. Eles não têm a mesma função que na série The Legend of Zelda, mas também são extremamente importantes. É a moeda corrente do jogo se assim pode ser dito, na verdade o game inteiro se resume a eles. Só para apresentar alguns exemplos: quer aumentar a dificuldade da fase? Você vai gastar corações. Quer comprar novas armas? Corações. Prêmios para as equipes vencedoras das partidas onlines, corações. Tudo irá se resumir a este símbolo do amor, ou errr... Também dito como: ódio supremo, pois é isso que ele irá fazer com seus sentimentos assim que jogar Kid Icarus: Uprising.

Quarto: modo online e função street pass trazem também o ar da graça para o jogo.

STREET PASS: Graças a ele você terá infinitas horas de jogatina e andanças por sua cidade atrás de alguém que também tenha um cartucho Kid Icarus: Uprising. Isso irá te fornecer as pedras preciosas que são armas criadas ou combinadas pelo jogador. Após seu 3DS receber a pedra você pode combinar no seu arsenal e ter uma arma totalmente incrementada com aumento de dano, velocidade de tiro ou distância.

MODO ONLINE: dividido em dois modos, o primeiro modo é o “cada um por si” onde o coro come a todo o momento no máximo seis jogadores. E o modo time da cor branca e preta, com três contra três. Neles o objetivo é matar tudo, o que se mexer pode atirar a vontade. Prêmios como armas e equipamentos novos serão fornecidos. Troféus raros também são conquistados. Isso vai exigir horas de paciência, pois, a galera que joga o modo online jogão MUITO. Mas nada que um treino básico te ajude para pegar embalo.

Quinto: é um jogo Nintendo oras bolas. A Nintendo apesar de errar com alguns consoles ou games, quando quer fazer uma obra prima eles são mestres de carteirinha. O jogo Kid Icarus: Uprising vem acompanhado de uma trilha sonora incrível, orquestrada em algumas fases e outros com speed metal que acabam empolgando. Gráficos são muito bem trabalhados. O modo 3D não fica devendo nada ele se encaixa com o ambiente perfeitamente, apesar de não conhecer alguém que consiga jogar muitas horas com o 3D ligado, jogá-lo com o 3D desligado não faz nenhuma falta. O número grande de extras a serem habilitados como troféus, equipamentos, armas, e os desafios dos deuses vão exigir de você muitas horas até completar 100% no jogo.

Os erros que o jogo apresenta são poucos, mas tem que ser apresentado. Os diálogos do jogo trás o ar de graça para a história, mas pensa você que está no meio da maior luta da sua vida e os personagens fica conversando o tempo todo, poxa, quero lutar cara, chega de conversa. Todo momento Pitt irá conversar com a Palutena, em todas as fases. Acho que se tivesse um ícone ou opção para desabilitar seria interessante, ainda mais quem já ouviu tudo pela primeira vez, não necessariamente vá querer ficar escutando as longas conversas do jogo. E o erro gravíssimo do jogo foi à falta de um segundo analógico, cruzes até me arrepiou. Podem falar mal, mas é terrível usar a caneta do 3DS para virar a câmera ou mirar. Caramba, você está explorando uma fase quando de repente você leva um tiro, gira a câmera atrás, puxa pra cima, pra baixo, para qualquer direção e o inimigo lá, te espancando até a morte. Poxa, para quem quer conquistar os desafios de passar as fases no último nível é tarefa para Chuck Norris e a câmera atrapalha muito. Acho que isso foi um deslize gigantesco por parte da Nintendo.

Por fim joguem galera, recomendo a todos que queiram se aventurar em um jogo único e diferente para o 3DS, contêm falhas, claro que sim, normal de qualquer jogo, mas Kid Icarus: Uprising irá te conquistar com sua história, jogabilidade diferenciada, trilha sonora épica, recheados de armas para serem combinadas e de extras para os gamers mais hardcore já o torna uma obrigação para qualquer dono de 3DS.

Sugestões também são muito bem vindas, fique a vontade! Para terminar, deixarei um vídeo do trailer do game, só para deixa-lo com vontade, assista vale a pena.